Homens que não têm esperma no sêmen têm uma condição chamada azoospermia. Acontece com cerca de 1% de todos os homens e 15% dos homens inférteis. Na verdade, não há sintomas que você deva notar, mas se estiver tentando engravidar sua parceira sem sucesso, essa condição pode ser a causa. Apesar disso, homens que não possuem espermatozóides no ejaculado podem ser pais biológicos, pela da obtenção de espermatozóides diretamente do epidídimo ou do testículo.

As técnicas de obtenção variam de acordo com as causas de azoospermia: em casos não obstrutivos, utiliza-se material proveniente de sêmen de doador, uma vez que os espermatozóides não são produzidos. Algumas técnicas de maturação de espermatogônia foram tentadas como alternativa para esse tipo de problema, entretanto até o momento não houve o resultado esperado. Nos casos obstrutivos, os espermatozóides poderão ser obtidos do epidídimo ou do testículo, por meio de punção aspirativa ou por biópsia, de acordo com cada caso.

 

As técnicas disponíveis são:

MESA: microsurgical epidydimal sperm aspiration – ou aspiração microcirúrgica de espermatozóides do epidídimo;
PESA: percutaneous epidydimal sperm aspiration – ou aspiração percutânea de espermatozóides do epidídimo;
TESA: testicular sperm aspiration – ou aspiração percutânea de espermatozóides do testículo;
TESE: testicular sperm extraction – ou extração de espermatozóides do testículo. Todas essa técnicas permitem a obtenção de espermatozóides para fertilizar os óvulos através da técnica de injeção intracitoplasmática de espermatozóide (ICSI).

Envie este artigo para uma amiga.

Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook

Fale Conosco

Entre em contato ou agende sua consulta​

Lorem Ipsum

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem Ipsum

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem Ipsum

Lorem ipsum dolor sit amet

Contato

Dúvidas e Perguntas